Textos - A Dificuldade de Falar em Público

ADULTO

A Dificuldade de Falar em Público

Muitos sentem, mas não conseguem explicar porque lhes é tão difícil falar em público, podendo tornar-se uma fonte de grande sofrimento.

Quando alguém fala publicamente, se coloca em destaque sob o julgamento daqueles que lhe assistem. Tal situação aciona o medo humano de não ser aceito e não ser respeitado.

Embora seja sabido que a forma como nos colocamos frente à vida esteja ligada diretamente à percepção que temos de nós mesmo, também sabemos que apesar de termos esta autocritica como bússola, somos sensíveis à rejeição e a aceitação do outro e de certa forma dependemos dela na formação do nosso autoconceito.

Quando a autoimagem não é suficientemente positiva, o indivíduo vai sentir-se vulnerável e estará mais propenso ao sofrimento quando se expõe.

A pessoa tem um sofrimento psíquico e físico, quando não se sente segura para falar em público.

O corpo busca proteger-se frente ao que para ele é compreendido como perigo.

Ocorre um conjunto de mobilizações da energia psíquica. Este alerta físico, emocional e neurológico prepara a pessoa para dificuldade, com comportamento de fuga ou luta.

Quando não muito intensa esta reação favorece o indivíduo ajudando-o a planejar e agir, porém quando este medo é muito intenso ocorre uma irracionalidade levando a uma paralisação e a perda das referenciais. São comuns os relatos de sensação de tremor, taquicardia, sudorese, dores estomacais, dores de cabeça entre outros sintomas físicos.

Algumas pessoas podem encontrar mais dificuldade para se expor em alguns momentos e menos em outros.

O stress pode ser um gerador de insegurança nas pessoas levando alguns indivíduos a perderem essa bússola pessoal, perdendo os próprios parâmetros. Nesse momento os medos e as fantasias tomam conta trazendo um espaço onde o outro (ou os outros) sempre ocupa um papel de perseguidores ferozes e principalmente cruéis.

Assim, para que o ato de falar em público não seja tão temido é necessário que a pessoa desenvolva mais o autoconhecimento, trabalhando com mitos, idealizações, bloqueios e medos. À medida que se conhece mais, sabe com que pode contar em si e com que precisa aprimorar, podendo então sentir-se mais confiante.

Rosângela Martins
Psicóloga
CRP 07/05917






Localização dos Consultórios:
Centro Histórico de Porto Alegre:
Rua Gen. Andrade Neves, 155 conj. 63 – Centro - Porto Alegre - Telefones: (51) 3225.1171 e (51) 98337.4242

Atendimento de segunda à sábado
rosangelamartinspsicologa@gmail.com
Desenvolvido por Brainstorm Soluções Inteligentes | www.bstorm.com.br